ESQUECI MINHA SENHA >
Sincodiv
ÍNDICE SINCODIV-SP ONLINE
Seção Reportagem
13/10/2015 - 16:35:39
Por que deve haver esforço extra para conquistar a geração millennials?
Por Cauê Rebouças e Renan De Simone
iStock/Mario A. M. Trejo

Da década de 60 até a de 90, foi construída uma imagem de que o automóvel era sinônimo de masculinidade, autonomia e, principalmente, liberdade – símbolo de afirmação dos jovens.

No entanto, com a virada do século, os “millennials”, a geração da internet (nascida entre os anos 80 e meados da década de 90), mudou sua concepção. Hoje, a sustentabilidade, conectividade e compartilhamento são de extrema importância para eles.

Esse é um dos maiores desafios atuais das concessionárias: atrair novamente o público jovem para o mundo automotivo. O tema foi abordado, recentemente, na segunda edição do Fórum Direções – As saídas para a crise, realizado pela Revista Quatro Rodas, na capital e que reuniu especialistas e executivos do setor.

Novas necessidades dos jovens

Luiz Lara, Chairman da Lew'Lara/TBWA, explica que os jovens se interessam cada vez menos por carros, em especial se comparados aos jovens de décadas atrás. “Eles afirmam sua identidade de uma forma diferente, menos pela marca e mais pelo que os produtos têm a oferecer”.

Isso signifca que, se antes a fidelidade à uma marca era forte, hoje há mais volatilidade. As pessoas se importam mais com o que é oferecido e não apenas quem oferece. De acordo com Malu Antonio, gerente de publicidade da Fiat, “os jovens atuais querem mais ser do que ter, priorizam a experiência em vez de status”.

Essas características da geração que nasceu imersa no universo das redes são um desafio para as empresas automotivas e, diretamente, às concessionárias que irão também vender e se relacionar com esse público.

Na visão de Paulo Kakinoff, presidente da Gol e que já trabalhou décadas no setor automotivo, as pessoas estão buscando melhores produtos, com as maiores performances. “Querem a conectividade, o conforto, a qualidade. E isso é o diferencial para as pessoas preferirem uma marca à outra”, diz.

Conectividade nos veículos e inovação

Os veículos estão cada vez mais conectados com os smartphones. Essa interação é importante para as pessoas que desejam ter tal conectividade enquanto se deslocam de um local para o outro. Portanto, um dos grandes investimentos do setor é nessa tecnologia.

Interação não é um desafio simples. Os comandos devem ser cada vez mais por voz e menos por toque, para evitar que o motorista tire as mãos do volante – para gerar segurança e conforto para os passageiros e motoristas.

Verificação de e-mails por voz, acesso a contatos, sincronização com o celular, são aspectos já presentes em alguns modelos e que podem ser o diferencial pelo qual os jovens adquirem um veículo.

Veículos Elétricos e autônomos

A sustentabilidade também está em pauta para a geração millennials, para Kakinoff, “energia limpa e sustentável é importante para todos, principalmente essa geração que possui mais informações ambientais”. Isso justifica o investimento cada vez maior em carros híbridos e totalmente elétricos que, de acordo com Malu, “é a tendência da geração que adora mobilidade, bike e o alternativo”.

Os carros autônomos, que irão se dirigir sozinhos, são uma aposta para o futuro do setor. Há muita pesquisa nesse aspecto e, segundo Lara, até o ano de 2021, existirão carros nessa categoria à venda no mundo.

Como atrair a geração “millennials”

Segundo Lara, “estes novos compradores são mais ‘share it’ do que ‘have it´” (mais compartilhar do que ter). Para o executivo, “é preciso investir na construção de uma identidade de marca, uma cultura que possa permitir esse jovem ter acolhimento, pertencimento e filiação com o produto”. Ele ainda declara ser necessário as concessionárias saberem dialogar com estes clientes, investindo na identificação subjetiva com a marca.

“Oferecer sempre um produto que agregue comodidade, conforto e tecnologia. Além de oferecer identidade e relacionamento. Resgatar isto é um desafio grande, porém possível”, explana Kakinoff. Estes são alguns dos caminhos para trazer novamente o anseio, a vontade de ter um carro para os jovens que completarem 18 anos de idade.

 

Produção e edição

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário cadastrado.