ESQUECI MINHA SENHA >
Sincodiv
ÍNDICE SINCODIV-SP ONLINE
Seção Reportagem
10/06/2016 - 11:46:14
O futuro do Trabalho tem a tecnologia como aliada, destaca CEO do Google
Por Matheus Medeiros e Juliana de Moraes
Reprodução / Youtube Fábio Coelho,diretor-geral do Google no Brasil.

Para Fábio Coelho, diretor-geral do Google no Brasil, a prosperidade dos negócios, em todas suas possibilidades, só é viável a partir da “capacidade de constantemente se renovar e inovar para continuar sendo relevante” e isso depende, cada vez mais, da tecnologia, que torna as empresas mais eficientes.

“O mundo está mudando em uma velocidade impressionante. Em janeiro de 2013, por exemplo, os brasileiros tinham 10 milhões de smartphones com sistema Android. Menos de três anos depois, em novembro de 2015, já eram 100 milhões. Isso representa uma nova realidade de mercado e de vida das pessoas. As empresas mudam sua forma de vender, a população muda sua forma de consumir e os profissionais mudam a forma de trabalhar”, disse Coelho, durante o Atmosphere Digital, evento que aconteceu em São Paulo, em 09 de junho.

O executivo destaca que a tecnologia permeada em todos os processos do negócio é um facilitador para as empresas e os colaboradores, que devem usar essas ferramentas para aumentar o compartilhamento e a colaboração, alimentando uma cultura de inovação.

“A principal ‘paranoia’ de uma companhia moderna precisa ser: como sermos eficientes ao limite e, ao mesmo tempo, estarmos abertos e prontos a capturar todos os sinais de inovação para não ficarmos para trás”, enfatiza.

Padrão Google de qualidade

Coelho explica que o Google é um exemplo de que essa combinação de propósito e performance – tendo a tecnologia como ponto em comum – resulta em engajamento.

Alessandro Leal, diretor de Negócios da companhia, que também participou do evento, dá algumas dicas para as empresas se tornarem inovadoras:

- Se uma pessoa é brilhante, contrate-a;

- Inovação não é a perfeição instantânea, mas ela exige velocidade. Erre rápido;

- Os funcionários precisam “sonhar” e ter parte de seu tempo para trabalhar em novos projetos;

- A criatividade adora limites. Crie padrões e limites para o novo;

- Use dados e não opiniões para tudo – avaliar os projetos, conhecer o mercado e consumidores;

- Compartilhe tudo que for possível;

- As ideias vêm de todos os lugares. Incentive a inteligência coletiva;

- Tenha o foco no usuário e não na concorrência. A fonte de inovação é a experiência do cliente.

“A chave de nossa cultura está no engajamento de pessoas diferentes, dispostas a compartilhar sonhos e projetos focados no usuário, utilizando uma tecnologia habilitadora”, resume Leal.

 

Produção e edição

 

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário cadastrado.