ESQUECI MINHA SENHA >
Sincodiv
ÍNDICE SINCODIV-SP ONLINE
Seção Reportagem
22/08/2016 - 09:29:36
Barry Engle, presidente da GM América do Sul, revela aprendizados de quando foi concessionário, em palestra no Congresso Fenabrave 2016
Por Juliana de Moraes e Renan De Simone
Divulgação/Fenabrave

Convidado para a Palestra Magna do 26º Congresso & ExpoFenabrave, o norte-americano Barry Engle, atual presidente da GM América do Sul, ganhou a plateia quando fez um declarado e notório esforço para falar em português no evento que reuniu distribuidores de todo o país nos dias 16 e 17 de agosto, na cidade de São Paulo.

E, foi assim, com sorriso no rosto e arrancando risos do público que transcorreu sua palestra “O que aprendi vestindo seus sapatos”, em que fez reverência ao trabalho realizado pela rede de distribuição e também admitiu o peso que os produtos desenvolvidos pela indústria exerce no sucesso dos negócios de toda a cadeia.

O executivo, que já ocupou a Presidência da Ford no Brasil, contou que viveu na pele de quem está na ponta, pois foi concessionário em Utah, nos Estados Unidos, compartilhando o que aprendeu como empreendedor varejista, além de sinalizar uma visão positiva da GM em relação ao futuro do nosso país.

Impactos do produto e serviço no varejo

“Descobri, na prática, que o produto é determinante para o desempenho de um ponto de venda. A evolução da marca e de seu varejo estão, portanto, intimamente ligados. Apesar disso, há uma série de medidas que só dependem do distribuidor”, afirma. 

A gestão de recursos, seja no controle de custos, seja na maximização de receitas e no controle do fluxo de caixa, é a base para a saúde financeira de qualquer negócio, segundo o executivo. Já a atenção ao talento entra como uma ferramenta de diferenciação, já que o varejo equivale à atenção ao detalhe. “É o cuidado com a relação junto ao cliente de cada veículo que é comercializado”, descreve. 

Tecnologia como aliada para controles e contato com clientes

Para Engle, os concessionários devem investir em tecnologia para o monitoramento dos detalhes da operação, controlar estoques e, principalmente, dar atenção aos pedidos recebidos por meio de contatos com clientes.

“A relação do brasileiro com a internet não pode ser ignorada. O país está em quarto no ranking de usuários da rede. São cerca de 110 milhões de pessoas e 87% delas afirmou que busca produtos e serviços pela internet, de acordo com dados do Google. Sendo assim, esteja presente neste canal e ofereça um serviço de excelência”, recomendou.

Perspectivas da GM em relação ao Brasil

Em relação ao país, o presidente da GM América do Sul foi só otimismo, por enxergar a crise como meio para o aperfeiçoamento das organizações, sejam elas públicas ou privadas.

“Aqui, a democracia está em pleno funcionamento e suas instituições conquistam força por meio da crise. Hoje, vemos as leis sendo aplicadas no combate à corrupção, o que não acontecia. Além disso, a solução da crise política abrirá espaço para as medidas necessárias à retomada da economia. O Brasil sairá mais forte dessa experiência”, defende.

Segundo o executivo, o mundo já acredita na recuperação do país, faltando aos próprios brasileiros a confiança. “Os fundamentos econômicos já apontam para uma melhora das perspectivas e estamos depositando grande expectativa neste cenário”, indicou, atento à importância do mercado interno para a recuperação da capacidade ociosa da indústria nacional, em torno de 50% atualmente.

Planejamento e sustentabilidade devem caminhar juntos

De acordo com ele, houve, por parte das montadoras, um erro de planejamento pela projeção de um crescimento acima do que se poderia esperar e o atual cenário é reflexo dessa falha de projeção.

“O mercado, agora, será mais conservador em toda sua tomada de decisão, o que trará benefícios à cadeia completa pelo fato de que o crescimento estará atrelado ao compromisso com a sustentabilidade”, enfatizou.

       

Produção e edição

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário cadastrado.