ESQUECI MINHA SENHA >
Sincodiv
ÍNDICE SINCODIV-SP ONLINE
Seção Reportagem
08/02/2018 - 13:15:02
Felicidade nas Empresas: O que nossas organizações podem aprender com o modo Hygge dinamarquês de viver?
Por Renan De Simone e Juliana de Moraes
Banco de imagens Pixabay / Engin Akyurt Proporcionar bem-estar no trabalho é fundamental à produtividade

Como você avalia o progresso e solidez de sua empresa? Antes de responder a essa pergunta com certeza, faça mais um questionamento: como você diria que está a felicidade dos seus trabalhadores?

Se você achou estranha a pergunta que relaciona progresso e felicidade é porque ainda não conhece o FIB (Felicidade Interna Bruta), índice incluído entre as análises feitas pela ONU (Organização das Nações Unidas) a respeito do desenvolvimento dos países e que leva em consideração diversos fatores além do conhecido PIB (Produto Interno Bruto), que é puramente econômico.

No relatório FIB da ONU, divulgado em março de 2017, o Brasil aparecia na 22ª posição, enquanto Noruega e Dinamarca lideravam o ranking com os respectivos primeiro e segundo lugares. A Dinamarca, inclusive, sempre está classificada entre os primeiros três colocados do índice e livro recente traz uma ideia do motivo: Hygge.

A expressão estrangeira significa algo como conforto, cuidado, abrigo, acolhimento e muitas outras coisas que fazem com que as pessoas se sintam bem e a obra – "O pequeno livro de Hygge – o jeito dinamarquês de viver bem" (em tradução livre), do autor Meik Wiking, que é CEO do Instituto de Pesquisa da Felicidade, em Copenhagen – dá algumas ideias e dicas sobre a tão sonhada felicidade, que podem ser úteis não apenas para sua vida pessoal, mas também para o seu negócio.

O Sincodiv-SP Online separou algumas para você nessa primeira parte do especial Felicidade nas empresas, acompanhe.

Por que pensar em felicidade?

Como o Meik destaca no livro, a ideia de levar outros fatores que não apenas o econômico para se medir o desenvolvimento de um país não é nova. "Como Robert Kennedy apontou mais de 40 anos atrás: O PIB não permite saúde, qualidade de educação ou a alegria do divertimento de nossas crianças. Não inclui a beleza de nossa poesia ou a solidez de nossos matrimônios; a inteligência do debate público ou a integridade de nossos funcionários públicos (...). O PIB mede tudo, em resumo, exceto aquelas coisas que fazem a vida significativa".

Nos negócios, pensamos sempre em análises de produtividade com foco em vendas e receita, mas todas elas estão diretamente ligadas à felicidade das pessoas envolvidas na empresa porque ela impacta inteiramente no clima organizacional, de gestão, motivação, etc.

Nesse caso, Hygge pode funcionar como um direcionador para a felicidade, pensando no ambiente físico, gestão, relações entre funcionários e também no atendimento aos clientes.

Para ajudar a entender elementos do que faz a Dinamarca ser tão feliz e poder replicá-los, Meik nos informa o Manifesto Hygge, que consiste na atenção e prática dos seguintes itens que adaptamos com dicas para aplicação na vida pessoal e ambiente de trabalho:

Atmosfera, as pessoas se sentem mais acolhidas com uma iluminação de coloração mais quente e com focos de luzes que sejam necessárias, mas que não ofusquem seus olhos;

Presença, esteja aqui e agora, desligue um pouco o celular, saia do computador por alguns momentos e invista no convívio, na relação com as pessoas diretamente;

Prazer por meio de agrados: café, chocolate, cookies, doces. Tudo isso é gostoso e agradável e traz sensações incríveis que podem melhorar o dia de qualquer pessoa, colegas de trabalho, funcionários ou clientes;

Igualdade, "nós" em vez de "eu". Divida tarefas, convide pessoas a conhecer o que você faz, compartilhe e se interesse pelas atividades de outros;

Gratidão, seja grato pelo que tem e pelo que faz, olhe os aspectos positivos e diminua a quantidade de críticas e reclamações. Se identificar um problema, proponha uma solução em vez de apenas reclamar;

Harmonia, não é uma competição, você não precisa querer impressionar com suas conquistas ou parecendo melhor que os outros. Seja parceiro, quem é solidário e interessado tem melhor desempenho e reconhecimento;

Conforto, faça uma pausa de vez em quando, relaxe, tome uma água. Isso faz sua cabeça desconectar ligeiramente e abre espaço para pensamentos mais criativos e que podem ajudar quando voltar ao trabalho;

Trégua, sem drama, "falaremos de política em outro momento", não deixe que temas divergentes o afaste das pessoas. Debater pontos de vista não deve ser motivo de discórdia, mas um caminho para a compreensão;

União, construa relacionamentos e narrativas, ter histórias com as pessoas fortalece laços e motiva, vez que estão juntos no mesmo barco;

Segurança, este é um lugar de paz e segurança. Dar essa sensação é, em grande parte, responsabilidade da gerência, mas todos podem contribuir para um espaço mais acolhedor.

Atente a esses pontos e comece por mudanças simples na sua vida e em sua empresa. Pequenas atitudes têm grandes impactos.

Próxima semana

O Sincodiv-SP Online preparou uma série de três matérias especiais sobre Felicidade nas Empresas e essa primeira parte trouxe dicas de como repensar o dia a dia nas relações do negócio.

Nas próximas semanas, confira especialistas que tratam do clima organizacional e da excelência no atendimento ao cliente!

Produção e edição

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário cadastrado.