ESQUECI MINHA SENHA >
Sincodiv
ÍNDICE SINCODIV-SP ONLINE
Seção Entrevista
08/03/2018 - 07:24:13
Bate-papo com Rodrigo Fonseca, diplomata conselheiro do Setor Econômico e de Promoção Comercial do Consulado-Geral do Brasil em Miami (EUA) - PARTE 2
Por Juliana de Moraes e Renan De Simone
Divulgação Dentre as atribuições, o diplomata Rodrigo Fonseca, promove as oportunidades do comércio bilateral entre Brasil e o estado da Flórida (EUA) em eventos para empresários.

Sincodiv-SP Online: Em relação a projetos e iniciativas do Consulado-Geral de Miami, quais são aqueles que consideram mais relevantes?

Rodrigo Fonseca: A promoção de eventos com foco em fomento comercial está entre as nossas prioridades porque por meio deles realizamos encontros de negócios entre potenciais exportadores e importadores de produtos.

Neste ano, por exemplo, planejamos trazer para Miami o governador do Espírito Santo para falar sobre o estado e oportunidades de negócios. Em geral, os representantes do Poder Executivo trazem com eles uma missão empresarial e organizamos, nessas ocasiões, reuniões de "matchmaking", rodadas de negócios focadas em trocas comerciais com norte-americanos.

Um convite ao governador paulista, Geraldo Alckmin, também está entre nossos planos, mas sabemos que em ano de eleição tudo pode ficar mais complicado em função da agenda política nacional. No último ano, recebemos o prefeito João Doria, da capital paulista, para palestrar e promover reuniões de negócio.

Dentre as feiras que apoiamos - e realizamos em parceria -, anualmente, estão a do Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) e a da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Adicionalmente, destaco que, em nome do fomento do turismo para o Brasil, este Consulado-Geral foi responsável por todo o processo de contratação e suporte na implementação do E-Visa, por meio do qual estrangeiros de vários países, incluindo os EUA, podem solicitar e obter seus vistos por meio de canal exclusivamente eletrônico.

Nossa expectativa, diante dessa facilidade, lançada em 25 de janeiro deste ano para os norte-americanos, é dobrar o número de turistas para o Brasil. É de nosso interesse facilitar o processo, ainda que sigamos cobrando pela emissão de vistos, como rege a regra de reciprocidade entre os países.

 

Sincodiv-SP Online: Complementarmente, em eventos relacionados ao grupo de setores de potenciais exportadores, o Consulado-Geral tem buscado estar presente?

Rodrigo Fonseca: Sim! Há uma iniciativa da Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) junto à qual estamos em contato para apoiar e fazer parte, que é o Projeto Start Out, de fomento ao comércio internacional de serviços tecnológicos de startups brasileiras.

Como vemos um vasto campo para atuação nacional na Flórida, queremos realmente estar próximos dessa iniciativa e recepcionar encontros, contribuir com conteúdo e o que mais for necessário para ajudar empresários brasileiros do setor.   

Já aqui, acontece o evento Emerge Americas, para o qual fomos convidados e planejamos trazer o ministro de Tecnologia, Gilberto Kassab, para uma palestra em abril deste ano. Trata-se de um encontro de vários países das Américas que apresentam inovações tecnológicas para diversas áreas e podemos, por exemplo, compartilhar e contribuir com as nossas experiências com urna eletrônica e declaração online de Imposto de Renda, considerados avançados para a maioria das nações.

Há também nossa participação no Swimshow, em Miami, voltado ao segmento de moda-praia; e o Americas Food em Beverage que, como o nome diz em inglês, é destinado aos setores de bebidas e alimentos. Por fim, não poderia deixar de comentar sobre a Coverings, feira que acontece alternadamente nos estados da Flórida e Geórgia e promove produtos para revestimentos para construções, e que, como comentei, é estratégica para o Brasil!

 

Sincodiv-SP Online: Como empreendedores brasileiros que planejam exportações e investimentos no país podem se manter informados das atividades do Consulado-Geral de Miami?

Rodrigo Fonseca: Além do nosso site (http://miami.itamaraty.gov.br/pt-br/setor_comercial.xml), em que são apresentadas as informações institucionais do consulado e os serviços prestados, elaboramos também um boletim semanal. É necessário solicitar a inclusão de seu e-mail na lista de contatos para que o informativo seja enviado. Para realizar este cadastramento, encaminhe uma mensagem para redebrasileirosnaflorida@gmail.com.

No boletim, tratamos de todos os temas nos quais o Consulado está envolvido. De aspectos comerciais a informações relacionadas à imigração, parcerias educacionais e dados para contato sobre eventos. A ideia é manter a comunidade brasileira de empreendedores e demais grupos atualizados sobre as atividades lideradas por nós.

A Flórida reúne uma comunidade que se estima em torno de 400 mil brasileiros, mas pode ser ainda maior. É significativa, considerando que os Estados Unidos abrigam um número que gira em torno de 2 milhões de pessoas do Brasil. Portanto, somos bastante requisitados e procurados, o que torna o Consulado-Geral de Miami uma importante referência, inclusive para norte-americanos.

 

Sincodiv-SP Online: Para finalizar, pode nos apontar, de acordo com sua experiência, como enxerga a evolução da balança comercial brasileira com a Flórida no futuro?

Rodrigo Fonseca: As perspectivas são boas. Penso que temos como alcançar um equilíbrio maior na balança comercial com o estado norte-americano. Passado o período eleitoral, e encaminhadas as reformas necessárias ao desenvolvimento e equilíbrio das finanças públicas do Brasil, teremos condições de retomar o projeto de qualificação da infraestrutura de transporte nacional e avançar em competitividade internacional.

O Brasil é tão importante para o estado da Flórida, que o governo daqui está em frequente contato conosco, colocando-se à disposição para nos ajudar no trabalho de trocas comerciais. A crise no Brasil reflete de forma a ser percebida, portanto os empreendedores do estado estão atentos à evolução da economia de nosso país, assim como representantes do Poder Público local.

Neste ano, está planejada uma viagem do governador da Flórida ao Brasil. Ele deve promover uma rodada de negócios, que será recepcionada pela Fiesp (Federação da Indústria do Estado de São Paulo), na sede da entidade, na capita paulista.

Ou seja, somos realmente relevantes para o estado norte-americano, assim como também é essa região dos EUA para o Brasil. Cabe a nós olharmos para esse mercado, entender que trazer produtos para cá envolve pesquisa, eventuais adaptações e investimentos, pois espaço existe, mas é necessário estarmos conscientes de que estar presente na Flórida equivale a fazer parte do mercado mais concorrido do mundo.

Produção e edição

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário cadastrado.