ESQUECI MINHA SENHA >
Sincodiv
ÍNDICE SINCODIV-SP ONLINE
Seção Reportagem
26/04/2018 - 15:45:20
Especial Ferramentas para Gestão de Equipes: técnicas de pesquisa e avaliação para autoconhecimento e desenvolvimento de pessoas
Por Juliana de Moraes e Renan De Simone
Banco de imagens Pixabay

O foco da gestão deve sempre ser em pessoas, mas o reconhecimento do valor humano na cadeia produtiva, especialmente no setor de serviços, caso das redes de concessionárias de veículos, pode ser potencializado pelo uso de ferramentas estratégicas.

Assim, em continuidade ao especial do Sincodiv-SP Online Especial Ferramentas para Gestão de Equipes: no centro da estratégia para alcançar maior produtividade, trazemos agora a KAWA Assessment, outra Ferramenta para Gestão de Pessoas e Equipes - técnicas de pesquisa e avaliação que fornecem recursos para os profissionais conhecerem melhor a si mesmos e para os gestores trabalharem com elementos concretos ao desenvolvimento de suas pessoas e do negócio pelo qual são responsáveis.

KAWA Assessment

Esta ferramenta tem foco exclusivo na área de atuação profissional, a Kawa Assessment, traça um diagnóstico preciso das características das pessoas no ambiente de trabalho, possibilitando identificar áreas potenciais, que podem ser desenvolvidas ou aprimoradas. Além disso, pontua também em qual ambiente cada um se desenvolve melhor, de acordo com seus valores e afinidades.

"O cientista responsável pelo desenvolvimento do produto - com base em estudos de Stanford, Caruth Institute, Harvard Business School, Gallup, entre outros - fez uso de sua experiência de mais de 30 anos em estudos das ciências comportamentais e a ferramenta foi adaptada para o atendimento do universo corporativo", afirma Tracy Kawa, sócia-fundadora da Kawa Community, consultoria na área de Recursos Humanos e Coaching para profissionais em transição de carreira.

A aplicação do teste é online, leva pouco mais de 15 minutos e os resultados geram um relatório com uma série de informações ligadas ao respondente, indicando também apontamentos para sua evolução positiva no futuro.

Competências e valores profissionais são analisados, indicando níveis de força do profissional nas áreas de Liderança, Vendas, Gestão, Marketing, Recursos Humanos, Administração de Serviços, Finanças e Habilidades Técnicas.

"Conforme se dá a combinação desses pontos, o profissional será classificado como tendente a Empreendedor (inovador, impactante), Realizador (racional, protetor), Pertencente (gosta de interagir e afeta mudanças quando atua em grupos) ou Orientador (prático e atento à construção de relações e projetos significativos, importantes)", explica Tracy.

Estágios de crescimento organizacional X profissional

Estágios de crescimento e os níveis de desenvolvimento de organizações afetam o profissional, possibilitando que encontre terreno fértil a seu potencial ou não. E, por isso, esse é outro aspecto trabalhado no relatório, sempre considerando as características indicadas nas respostas.

"Adicionalmente, há culturas organizacionais que tendem a serem mais Colaborativas, Criativas, Controladoras ou Competitivas e cada profissional está mais ou menos apto a atuar em cada uma delas em função de seus valores e competências", descreve Tracy.

Ela conclui que, portanto, identificar esses pontos é relevante para indivíduos e para a gestão das organizações, que desde o momento da contratação poderão ter em mãos informações preciosas à formação de equipes no âmbito do negócio.

Estilo de trabalho e orientação para vendas

Já o estilo de trabalho é outro item que a ferramenta aborda, com a descrição das características de Ritmo; Prioridade; O que o profissional procura; Pontos-fortes; Como age sob estresse; e Postura no ambiente organizacional. Cada um desses pontos e - novamente - a combinação deles traça um diagnóstico de tendências da atuação do profissional.

Por fim e não menos importante, a ferramenta descreve a orientação para vendas do profissional analisado e isso nada tem a ver com habilidade de vendas tal qual conhecemos, mas trata, sim, de como cada um dos respondentes da pesquisa melhor desempenha sua atuação quando quer convencer sobre uma ideia, por exemplo.

"A importância de conhecermos a nós mesmos nem se discute aqui. A oportunidade maior que a ferramenta oferece é justamente que as lideranças possam 'ler' seus profissionais, entender o que os motiva e como oferecer a eles os recursos para seu ótimo desenvolvimento, produtividade e sucesso para a organização", finaliza Tracy.

 

Produção e edição

 

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário cadastrado.