Artigo - Oficina Mecânica e Meio Ambiente. Como dever ser a infraestrutura do local? 
Por Luiz Henrique Lopes Vilas*


Imagem de Fabianne Sibbio por Pixabay

Responsável pela atividade que, além de lucrativa, é a grande estrela da fidelização de clientes em uma concessionária, a oficina mecânica realiza troca de óleo, substituição de peças de veículos e uma série de outras atividades que, do ponto de vista ambiental, podem contaminar o solo e a água do local se não forem observadas regras para as instalações.

Neste contexto, os concessionários devem orientar o desenvolvimento de memoriais e projetos da instalação para tratamento e disposição dos efluentes (esgotos) por profissional habilitado e capacitado, atendendo as Normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e a legislação ambiental.

Seja para a oficina mecânica e suas áreas anexas, que recebem especial atenção neste artigo, ou outras instalações, o planejamento precisa estar de acordo com área e volumes esperados na geração de efluentes ou resíduos (lixos contaminantes).

Instalações próximas a rios e lagos 

O terreno e as instalações próximas a cursos d’água devem observar o disposto no art. 2° da Lei n° 4.771/65 (Código Florestal), que estabelece área de preservação permanente para vegetação natural situada ao longo de rios ou qualquer curso d’água.

A verificação da necessidade de se obter ou não o licenciamento ambiental para a construção antes de iniciar a execução das obras e/ou reformas de construções é a primeira etapa.

Outro ponto importante equivale a identificar a necessidade de controle dos materiais e produtos utilizados, assim como a geração de resíduos, sendo recomendável que o armazenamento e acondicionamento sejam feitos seletivamente, visando a reciclagem ou destino final adequado.

Adicionalmente, vale destacar que todos os materiais para acabamentos (pisos, paredes, etc.), devem atender a normas técnicas, além de resistirem à ação dos produtos químicos manipulados no local.

Vagas de oficina

A instalação em local coberto pode ser aberta ou fechada, com alvenaria e portas. De qualquer forma, a área de vagas de oficina precisa contar com boa ventilação natural ou contar com equipamentos de controle para limpeza do ar e os quesitos a seguir devem ser atendidos:

- Piso e rodapé impermeabilizados (concreto ou material resistente à ação de óleos, fluidos etc.) e sem rachaduras para evitar a contaminação do solo;

- Paredes de alvenaria revestidas por material resistente à lavagem e impactos;

- Piso e paredes de valetas de serviço nas vagas impermeabilizados - com cerâmica ou material resistente à ação de óleos, fluidos - e sem rachaduras, sendo conveniente a previsão de canaleta com grelha no piso para drenagem da água utilizada ou derramada no local;

- É aconselhável que os óleos usados retirados dos veículos sejam coletados através de tubulação interligada até o tanque para armazenamento. Posteriormente, deverão ser retirados e reciclados por empresa especializada;

- Para os efluentes da lavagem do local, que se acumulam nas valas - muitas vezes contaminados com óleo e graxa - é recomendável a drenagem para as caixas separadoras de água e óleo interligadas à rede de esgoto, ficando o resíduo armazenado para retirada.

Local de lavagem de motores e peças

Também instalado em local coberto, o ambiente para lavagem de peças e motores deve prever a possibilidade de fechamento, seguindo as seguintes características:

- Piso rebaixado (com grelha sobre o rebaixo) e rodapés impermeabilizados (concreto, cerâmica antiderrapante ou material, resistente à ação de óleos, fluidos etc) e sem rachaduras para evitar a contaminação do solo por produtos e líquidos da lavagem dos motores;

- Paredes em alvenaria revestidas até o forro, protegendo a alvenaria dos jatos d’água e eventuais impactos;

- Forro metálico e rebaixado;

- Efluentes da lavagem dos motores e peças precisam ser drenados para a caixa de decantação e caixas separadoras de água /óleo. 

Névoa úmida: atenção

Durante a limpeza de motores e peças ocorre a geração de névoa úmida, resultante da água sob pressão lançada nas peças. As partículas em suspensão contêm odores e vapores de óleo e graxa, por exemplo.

Para evitar que estes poluentes atinjam os funcionários, as áreas anexas ou a vizinhança, instale uma porta (tipo vai e vem) de plástico transparente para fechamento do local ou recorra à adoção de sistema de exaustão mecânica eficaz, dotado de filtros para limpeza do ar. 

Teste com motores

Por fim, vale destacar que devido às emissões de produtos de combustão, proveniente dos testes de funcionamento de motores, é recomendável exaustor dotado de equipamentos de controle para limpeza do ar.

Ao estar em dia com suas instalações de oficina mecânica, o trabalho é mais seguro para pessoas, meio ambiente e o seu negócio como um todo.

Aproveitando, antecipo que, no mês que vem, daremos especial atenção à área de Funilaria e Pintura, avançando no conhecimento da Gestão Ambiental Eficaz e Responsável.

 

* Mestre em Meio Ambiente e Sustentabilidade, Doutor em Business Administration (FCU-Flórida/USA). Professor da Universidade Fenabrave, fundador da Startup AutoVerde (Plataforma de Inteligência Artificial para monitoramento ambiental online) e presidente da Ouro Verde Meio Ambiente e Negócios Sustentáveis (www.ovma.com.br) desde 2002.

 

Edição e revisão

Voltar
...(omitted for brevity)...