Mercado Paulista – VENDAS – PARTICIPAÇÃO - EVOLUÇÃO
Por Sincodiv-SP


Segundo os dados divulgados pela FENABRAVE:

Mercado Paulista fechou o mês de agosto com uma evolução negativa de 14,3% frente ao mês imediatamente anterior.

Parte desta queda foi motivada pelos dois dias uteis a menos em agosto (21 dias) na comparação com o mês de julho (23 dias).

Analisando os números em dias úteis a queda foi de 6,1%.

Comparando agosto /19 com agosto/20, também teve uma queda de 19,5%

No acumulado de janeiro a agosto de 2020 foram registrados 416.199 emplacamentos refletindo uma queda de 34,4% comparando com o mesmo período de 2019.

O mercado paulista representou em agosto 23% no mercado Nacional.

No acumulado de 2020 representou 20%.

"Isso demonstra que estamos em um movimento crescente e gradual. No pico da crise, o Estado de São Paulo foi o mais atingido pelas paralizações dos registros de emplacamento e transferências de usados, que causaram um represamento dos volumes, que foram regularizados entre os meses de junho e julho. Outro fato que contribuiu para essa redução em agosto, foi o fechamento e a adoção do horário reduzido de funcionamento nas áreas de venda das concessionárias. "

A Capital Paulista, no mês de agosto, representou 28,5% do total de emplacamentos do Estado, representando uma queda de 23,1%. Veja o quadro abaixo:

Veja também:

Análise dos emplacamentos do Estado de São Paulo, excluindo se a Capital Paulista

Voltar
...(omitted for brevity)...