Vendas de veículos têm leve recuo no bimestre, sem afetar perspectivas positivas para 2020
Por Silvia Pimentel e Juliana de Moraes


As vendas de automóveis novos nos dois primeiros meses do ano, considerados todos os segmentos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos), somaram 591.565 unidades, apresentando uma ligeira queda de 1,27%, na comparação com o mesmo período de 2019.

Somente no mês de fevereiro, foram emplacados 293.157 veículos, o que representa um recuo de menos de 1% sobre igual mês do ano passado. Na comparação com o número de emplacamentos ocorridos em janeiro, a queda foi de 1,76%. Os dados são da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Otimismo

Embora o desempenho tenha ficado ligeiramente negativo, a média diária registrada em fevereiro - com 18 dias úteis de vendas - foi 20,35% superior à média de vendas de janeiro, com 22 dias úteis, mantendo as expectativas otimistas para o ano, de crescimento em torno de 10%.

"O primeiro bimestre sofre com os impactos do período de férias escolares, do acúmulo de pagamentos no início do ano, como IPTU e despesas com materiais escolares, além do Carnaval", explica Alarico Assumpção, presidente da Fenabrave. A entidade reavaliará as projeções para 2020 em abril, depois de conhecidos os impactos de fatores como o Coronavírus.

Produção e edição

Voltar
...(omitted for brevity)...